banner ocb
Alternativa

Macaquitos

Um dos textos que eu escrevi aqui falava de Lima Barreto. Em 23 de outubro de 1920 o sujeito que morreria duro feito um pau que vê a Ingred, aos 41 anos, sendo mulato, escreveu um artigo chamado macaquitos. Dizia: “Precisamos nos convencer que não há nenhum insulto em chamar-nos de macacos. O macaco, segundo os zoologistas, é um dos mais adiantados exemplares da série animal: tão digno “totem” não nos podem causar vergonha. Os franceses são tratados de galos e eles não se zangam com isso; ao contrário: o galo gaulês é motivo de orgulho pra eles. Entretanto, quão longe está o galo, na escala zoológica, do macaco? Nem mamífero é! Os russos nunca se zangaram por chama-los de urso branco; e o urso não é um animal tão inteligente e ladino como o macaco. A Bélgica tem leões nas suas armas entretanto, o leão é um animal sem préstimo e carniceiro. O macaco – é verdade – não tem préstimo; mas é frugívoro, inteligente e parente próximo do homem.

Não vejo motivos para zanga dessa história dos Argentinos chamar-nos de macacos, tanto mais que nas nossas histórias populares, nós demonstramos muita simpatia por esse endiabrado animal.”

Sou casado com uma mulher, meio índia, meio espanhola, totalmente brasileira. Sou nordestino potiguar carioca. Não sou gay por azar. Vamos parar de reclamar e produzir algo de bom.

A ver, como veríamos hoje em dia os “trapalhões”: Didi sendo chamado de paraíba, Mussum de crioulo e Zacarias de boiola? Não veríamos.

banner ocb
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top