banner ocb
Metafísico

Será que estou acordado?

f2b7ed19fe95024456cadde6c8e637d7 - Será que estou acordado?

Relatos de uma experiência enriquecedora em Machu Picchu e desenvolvimentos acerca das EQM’s

Um dia, no Peru, conheci um senhor de 85 anos chamado Aylunas, enquanto ia pela primeira vez visitar Machu Picchu. Era um senhor simples, da zona rural. Tinha uma casinha perto de uma estrada que acampei e me levou uma coberta e alguma comida, que eu poderia levar pra a viagem. Conversando com ele, me contou sobre coisas que viu em sonho, acontecer e tempos depois, se realizar. Ele dizia que haviam pedras espalhadas ao redor da cidade de Machu, que podiam dar sonhos s pessoas. Era só pegar um pedacinho e guardar consigo.

Procurei aquelas porras, não achei [risos]

Naquela época, 2014, já tinha estudado algo sobre sonhos lúcidos e já conseguia ter alguns. Comecei a refletir em como isso afetou a cultura dos povos aqui na América do Sul, na formação das civilizações… Interpretações de sonhos dos sacerdotes tinham muito significado e muitas vezes, supostamente, acertavam!

Será que essa conexão com o mundo onírico poderia ser uma forma de comunicação útil entre pessoas e seres inteligentes de outros lugares, que ajudavam esses povos?

Puts, venhamos e convenhamos, uma civilização pré-colombiana ter uma matemática tão avançada para ‘selvagens primitivos’… Foda hein?! Como conseguiram? Será que receberam ajuda?

Mas bom, vamos voltar ao foco: Sonhos e sua lucidez!

Há relatos de experiências de pessoas que ‘tiveram o mesmo sonho’, na mesma noite, ao mesmo tempo. Eu mesmo já passei por isso. Controlando e não controlando.

Sonhos podem ser invadidos! E aos céticos, tenho algo que pode tentar te fazer comprovar sua veracidade por si mesmo. Mas logo falamos disso.

Do que se trata, afinal?

Todas as noites nosso cérebro constrói uma realidade que é completamente separada do mundo real. Geralmente, a experiência do sonho parece tão real que nos não percebemos que se trata de um sonho até que acordemos. Mas, às vezes, as pessoas percebem que estão sonhando durante o sonho, e assim elas passam a ter a habilidade de controlar e dobrar a realidade onírica por si ou o treinamento pode conceder esse poder.

Sua mente consciente se transporta pra uma dimensão de existência criada pela sua mente ou pela mente de outra pessoa, ou ser, ou mesmo para outro plano, durante o sono. Alguns teóricos acreditam que o ‘inferno de punição’, aprensentado pelo catolicismo se tornou um plano que tantos acreditaram e remontaram em suas mentes durante a vida, que projetaram isso no plano astral, e assim, o ‘inferno’ se tornou algo real. Uma prisão para as consciências quando se desprendem do corpo físico. E que dependendo de seu próprio julgamento de ‘certo ou errado’, você se transporta para lá ou para um ‘paraíso’ quando morre. [nada comprovado] Me parece uma tese interessante. Isso, usando os princípios da Projeção Astral, poderiam explicar os casos de EQM’s [experiências de Quase Morte] em que uma pessoa vai ao ‘inferno’ e volta, sabendo como é lá, em grande riqueza de detalhes. Interessante também esses relatos serem muito similares entre si, e com os conceitos medievais de lugar de punição para os pecadores e infiéis, condenados pela Inquisição.

Estudos revelam que as ondas cerebrais das pessoas que relatam sonhos lúcidos são muito parecidas com aquelas que acontecem quando elas estão tendo sonhos comuns, explica o “Doutor do Sono” Michael Breus, Ph.D., psicólogo clínico e associado à Academia Americana de Medicina do Sono. Portanto, é difícil identificar quais são os mecanismos ou partes do cérebro específicas que estão ativas durante um sonho lúcido. E, obviamente, é difícil estudar os sonhos lúcidos uma vez que é necessário confiar totalmente naquilo que as pessoas relatam depois que acordam. “Os estudos não têm observado um aumento significativo o suficiente na frequência cardíaca ou na respiração para demonstrar uma mudança física no corpo durante os sonhos lúcidos”, diz Breus. Mas os especialistas concordam ao dizer que o fator que faz com que uma pessoa fique lúcida durante um sonho é definitivamente algo que está dentro do cérebro e não um estímulo externo. Alguns estudos sugerem que o sonho lúcido pode ocorrer devido a uma hiperatividade do córtex frontal durante o sono, mas isso ainda não foi comprovado.

Tudo isso me deixa pensando sempre que tenho um sonho. Quando se sonha, dificilmente, se lembra de como o sonho começou, o que aconteceu no seu começo e na verdade, boa parte dele se perde no momento em que se acorda. Mas há ferramentas psicológicas, exercícios de sub-rotina que podem treinar sua mente para controlar o que acontece no sonho, controlar sua entrada na lucidez no sonho, despertar dentro do sonho ainda, se lembrar dos sonhos e saber quando está sonhando, além de outras coisas.

E é exatamente isso que vou deixar a disposição de vocês agora, no link a seguir vai um manual que acho válido estudar.

Saudações a todos e grato sempre pela audiência ao nosso site e em especial, à Loucamenidades!

[Ah, um aviso triste: Provavelmente, por questão da minha mudança para São Paulo, esse mês só teremos mais artigos de novo
apartir do dia 22! Espero que entendam.]

[Clique aqui]

Namastê!

Comente também!

comentários

banner ocb
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top